Fotos Clique para ver AMPLIADO

YAMAHA R3, as Super Esportiva para todos os dias.

TESTE portal motonline.com.br

Fácil de pilotar, ótima aceleração e potência para ser divertida nas ruas e até nas pistas, ter conforto suficiente para uso diário e ainda ser compatível a um motociclista iniciante no esporte. Essa foi a receita usada no desenvolvimento da Yamaha R3. O motor de 321 cm³ com potência surpreendente.

Equipada com motor de dois cilindros, 4 tempos de última geração e potência de 42 CV.
É claro que o design remete diretamente à sua irmã maior, a YZF R1, inclusive com a nova frente, mais baixa com os faróis duplos horizontais, extra baixos, que iluminam bem.. Mas os semi-guidões afixados acima da mesa superior, permitem uma posição bastante confortável para o piloto. Assim essa moto pode ser utilizada em uma rotina diária, também por causa da boa economia que oferece, no consumo de combustível.

Andando com ela já se percebe a natureza esportiva, com tronco mais abaixado, pernas mais para trás e o som do escapamento ressoando um tom grave e marcante. A embreagem é leve e projeta a moto numa arrancada rápida que logo solicita segunda, com o piscar da luz indicadora de troca de marcha. Ela facilita bastante, pois na hora de pilotar, fica difícil acompanhar o crescimento do motor apenas pelo tacômetro.

De forma que você percebe que ao colocar a sexta marcha, parece que a moto terminou logo a aceleração e o motor já está em rotação bastante alta para terminar de aumentar o giro até a velocidade máxima que supera rapidamente os 170km/h, Uauuuuu!!!.Quer dizer que em algumas situações de competição esse motor poderia carregar uma relação até mais longa, permitindo velocidades maiores ainda.

Mas a grande qualidade está justamente nas médias rotações, quando essa relação permite um ataque muito divertido nas curvas de baixa e média velocidades. A geometria é muito bem combinada com a suspensão e assim a ciclística colabora bastante para uma pilotagem neutra e rápida nas estradas sinuosas, seu habitat preferido.

Seu motor, produz 42 cv em 10.750 rpm mas já em 5.000 rpm há bastante força para empurrar a moto e o acelerador proporciona excelente controle sobre o motor em toda faixa útil. Assim a qualquer momento você encontra força suficiente em todo tipo de situação.

O chassi faz também a sua parte. A distância entre eixos (1.390mm), combinada com os 25º de Rakefazem o papel da “esportiva” na R3 mas os 95mm de trail dá uma acalmada nas coisas para uma manobrabilidade mais na mão dos iniciantes. Mas não pense que ela lhe deixa na mão nas curvas. Faz contornos como poucas e você a coloca na situação que quiser, muito facilmente, basta apontar o olhar e ela vai lá, quase que sozinha.

O banco esportivo permite boa movimentação, sem ser desconfortável. Mas ao garupa deixa a desejar e isso não é de se estranhar, para essa categoria. A rabeta afilada e alta projeta uma linha diagonal à dianteira, que reforça o estilo agressivo. O banco dá bom apoio nas acelerações e ainda facilita os movimentos laterais do piloto e isso é o que interessa. E também, a suspensão até que durinha, permite trafegar com bastante conforto pelas ruas e estradas que deixam a desejar no Brasil. E ainda há o ajuste de sete posições na traseira que permite calibrar ao gosto (e peso) do piloto.

Os freios são a disco e na frente o disco de quase 300 mm faz a vez de muitos freios a disco duplos, não deixa nada a desejar. Na traseira, menos sensível ainda resolve bem, porque na frente está todo poder de frenagem e atrás fica a função de controlar as reduzidas, com a participação do freio com ABS, que ajuda bastante. Nesse caso, o sistema produz muita segurança com a grande velocidade da atuação do sistema. Pouco se percebe da sua atuação, bem no limite da tração do freio dianteiro, mas na traseira ele entra mais fácil e nesse caso o freio motor ajuda muito.

Até fica estranho verificar como essa moto se mostrou econômica, mantendo a pilotagem esportiva. Um valor mínimo de 21,37 km/l e um máximo de 22,95 km/l deixam uma bela impressão.

A Yamaha R3 vem para permitir mais escolhas ao motociclista que gosta de esportividade em um pacote econômico, que ainda permite usá-la como transporte diário. Uma moto bela, divertida, econômica e com o DNA da R1, o que mais se pode querer.

Motor

Tipo DOHC, 4 VÁLVULAS POR CILINDRO, 4 YEMPOS
Quantidade de cilindros 2
Cilindrada real 320,6
Potência HP 42
Torque máximo 3,02 / 9000 rpm

Chassi

Tipo de chassi Tipo diamante , fabricado em tubos de aço
Suspensão dianteira / curso Garfo telescópicocom tubos 41 mm; curso 130 mm
Suspensão traseira / curso Balança traseira assimétrica com 125 mm de curso

Dimensões

Comprimento x Largura x Altura 2.090 / 720 / 780
Capacidade do tanque 14
Peso kg 167 / 170 (ABS)
Pneu dianteiro METZELER 110/70 - R17M/C 54H
Pneu traseiro METZELER 140/70 - R17M/C 66H

Geral

Transmissão PRIMÁRIA - ENGRENAGENS / SECUNDÁRIA - CORRENTE (6 VELOCIDADES)
Freio dianteiro - tipo DEISCO HIDRÁULICO FLUTUANTE COM 298 MM
Freio traseiro - tipo DISCO HIDRÁULICO DE 220MM
Cores CINZA FOSCA, RACING BLUE (AZUL METÁLICO), MIDNIGHT BLACK (PRETO); RAPID RED (VERMELHO
Painel de instrumentos VELOCIMETRO DIGITAL; HODÔMETRO TOTAL; MARCADOR DO NIVEL DO COMBUSTIVEL DIGITAL; INDICADOR DE MARCHA; RELÓGIO; CONTA-GIROS ANALÓGICO
Característica 1 DNA YAMAHA R-SERIES
Característica 2 CHASSI TIPO DIAMANTE
Característica 3 PAINEL MULTIFUNCIONAL COMPLETO
Característica 4 NOVO MOTOR BICILINDRICO

Venha Comprar sua Moto Yamaha YZF R3 ABS 0km em Canoas, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, RS.

SOLICITE AGORA SUA COTAÇÃO

    Informe seu nome e email e receba promoções exclusivas!